Política

A pedido de frente parlamentar, 805 cestas são distribuídas para idosos em MS

Começou na última semana a distribuição de 805 cestas básicas em casas assistenciais de idosos localizadas em 49 municípios de Mato Grosso do Sul. Os alimentos vão atender 1.600 idosos, a pedido da Frente Parlamentar em Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa. As cestas de alimentos estão sendo destinadas para pessoas que vivem em situação […]

Renata Volpe Publicado em 30/05/2020, às 10h46 - Atualizado às 16h41

Deputado Renato Câmara preside a Frente Parlamentar da Pessoa Idosa. (Wagner Guimarães/ALMS).
Deputado Renato Câmara preside a Frente Parlamentar da Pessoa Idosa. (Wagner Guimarães/ALMS). - Deputado Renato Câmara preside a Frente Parlamentar da Pessoa Idosa. (Wagner Guimarães/ALMS).

Começou na última semana a distribuição de 805 cestas básicas em casas assistenciais de idosos localizadas em 49 municípios de Mato Grosso do Sul. Os alimentos vão atender 1.600 idosos, a pedido da Frente Parlamentar em Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa. As cestas de alimentos estão sendo destinadas para pessoas que vivem em situação de vulnerabilidade social durante a pandemia de coronavírus. 

Coordenador-presidente da Frente Parlamentar em Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa, o deputado estadual Renato Câmara (MDB) destacou que a ação do governo do Estado representa um importante apoio às instituições de longa permanência que atuam no atendimento e acolhimento a pessoas idosas em MS.

“São casas mantidas através de convênios com o poder público e doações da sociedade civil. Com o agravamento da pandemia, as instituições passaram a enfrentar dificuldades para garantir o custeio de todas as despesas, já que houve uma redução considerável nas doações em virtude da crise financeira gerada pelo coronavírus”.

De acordo com a titular da Sedhast (Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho), Elisa Cleia Nobre, as instituições de longa permanência serão atendidas em três etapas. “Estamos trabalhando para que essas cestas alimentares cheguem nas mesas das famílias que mais precisam. E vamos atender as instituições de longa permanência também em três etapas, o que sem dúvida será de grande apoio para todas elas”.

Jornal Midiamax