Política

“2020 será ano para fortalecer novo partido”, diz Coronel David de saída do PSL

Aguardando decisão judicial para deixar o PSL sem risco de perder o mandato, o deputado estadual Coronel David afirma que 2020 será ano para fortalecer o Aliança para o Brasil, partido anunciado pelo presidente Jair Bolsonaro. Disse, ainda, ter confiança de que a Justiça Eleitoral aceitará seu pedido de justa causa para deixar o PSL. […]

Mayara Bueno Publicado em 30/12/2019, às 18h32

Deputado Coronel David também assinou Congratulação ao Jornal Midiamax pela liderança (Luciana Nassar, ALMS).
Deputado Coronel David também assinou Congratulação ao Jornal Midiamax pela liderança (Luciana Nassar, ALMS). - Deputado Coronel David também assinou Congratulação ao Jornal Midiamax pela liderança (Luciana Nassar, ALMS).

Aguardando decisão judicial para deixar o PSL sem risco de perder o mandato, o deputado estadual Coronel David afirma que 2020 será ano para fortalecer o Aliança para o Brasil, partido anunciado pelo presidente Jair Bolsonaro. Disse, ainda, ter confiança de que a Justiça Eleitoral aceitará seu pedido de justa causa para deixar o PSL.

“Chega ser irônico pessoas que foram alçadas ao postos que estão graças ao nome do presidente, agora nos acusarem de defender Bolsonaro”, afirma David sobre a solicitação apresentada após ser acusado pela direção do PSL de MS de ser “Bolsonarista” demais.

A senadora Soraya Thronicke (PSL) assumiu a presidência regional da sigla no início deste ano, tirando o suplente dela do cargo, Rodolfo Nogueira. Isso causou incômodo no deputado estadual Coronel David.

Eles protagonizaram diversos desentendimentos ao longo do ano. Inclusive, o deputado procurou a Polícia Federal por suspeita de invasão ao celular dele, depois de ter votado a favor de conceder homenagem de Mérito Legislativo ao ex-senador Delcídio do Amaral (PTB).

Jornal Midiamax