Joaquim Barbosa se filia ao PSB e avalia concorrer à Presidência

Ex-ministro do STF tem até agosto para tomar decisão
| 07/04/2018
- 14:22
Joaquim Barbosa se filia ao PSB e avalia concorrer à Presidência

Ex-ministro do STF tem até agosto para tomar decisão

O ex-ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) se filiou ao PSB na sexta-feira (7), último dia possível para a filiação. Há uma expectativa de que o ex-ministro seja o candidato do partido à Presidência da República, mas essa possibilidade ainda está sendo estudada por Barbosa e pelo PSB.

Em comunicado publicado em sua página no Facebook, o ex-presidente do Supremo admitiu que ainda não sabe qual será sua posição na eleição de outubro, mas afirmou que se filiou para não perder o prazo caso deseje se candidatar à Presidência.

A Justiça Eleitoral exige que candidatos tenham, ao menos, seis meses de filiação partidária. Os partidos têm até 15 de agosto para apresentarem o pedido de registro de candidatos.

“A muitos pode parecer paradoxal, mas das conversas com o PSB construiu-se um entendimento que, no fundo, me traz um certo conforto e propicia mais tempo para reflexão na tomada de uma decisão final. É que, embora uma parcela considerável das lideranças do partido externem simpatia pela minha filiação, o fato é que, em total transparência, o PSB deixou claro que não me garante de antemão a legenda para uma possível candidatura à Presidência da República”, escreveu Barbosa.

A ficha de filiação de Barbosa foi assinada à noite, em São Paulo. O presidente da legenda, Carlos Siqueira, fez questão de saudar o novo filiado.Joaquim Barbosa se filia ao PSB e avalia concorrer à Presidência

“Joaquim Barbosa é um homem público honrado, de trajetória admirável, que vem reforçar e qualificar os quadros do partido. É uma satisfação contar com o ex-ministro no PSB neste momento tão desafiador do nosso país”, afirmou Siqueira, que relembrou a atuação de Barbosa no STF.

Ao portal UOL, Siqueira afirmou que já houve resistência interna ao plano de lançar Barbosa ao Palácio do Planalto, mas que a divergência não existe mais.

Na última pesquisa Datafolha para a eleição presidencial, divulgada em 31 de janeiro, Barbosa apareceu com 3%, 5% e 6% das intenções de voto, em diferentes cenários com candidatos diversos.

Pelo calendário eleitoral, é na convenção que o partido confirma suas candidaturas. O prazo para a realização das convenções é de 20 de julho a 5 de agosto.

(Foto: Agência Brasil)

Veja também

A lista de convocados foi publicada pelo TRE-MS nesta quinta-feira (11)

Últimas notícias