Política

Zeca e governo Reinaldo discutem construção de moradia em área indígena da Capital

120 casas devem ser construídas no local

Ludyney Moura Publicado em 09/05/2017, às 11h29

None
zeca_e_maria_do_carmo_agehab.jpg

120 casas devem ser construídas no local

Depois que a Assembleia autorizou o governo estadual a doar uma área de cerca de 13 hectares à Aldeia Urbana Água Bonita, na região Norte da Capital, o deputado federal Zeca do PT e a diretora-presidente da Agehab (Agência Estadual de Habitação), Maria do Carmo Avesani, discutiram a construção de casas para atender a comunidade indígena do local.

Segundo o ex-governador, deverão ser construídas 120 unidades habitacionais, na área que foi adquirida durante seu governo, mas que só foi regularizada na gestão de Reinaldo Azambuja (PSDB).

Com a regularização aprovada pelos deputados estaduais, a aldeia urbana será ampliada, para abrigar cerca de 200 famílias indígenas que estão acampadas no local sem moradias adequadas.

“Nos últimos anos tivemos várias reuniões com governo do Estado, com o governo federal por meio da Fundação Nacional do Índio (Funai) para resolver esse problema da posse da área e poder ajudar essas famílias. Hoje quase 200 famílias estão no local com barracos e moradias precárias, que não contam com a mínima infraestrutura necessária para se sobreviver como acesso à água encanada, rede de esgoto e transporte público”, disse Zeca.

Com a regularização da área, além da construção de unidades habitacionais, o local poderá receber investimentos em outras áreas, como construção de escolas e obras de infraestrutura.

Jornal Midiamax