Política

Votação de texto da reforma da Previdência pode ficar para quinta

Debates continuam ao longo do dia

Aliny Mary Dias Publicado em 03/05/2017, às 17h58

None
arthumaia_didasampaio_estadao_750_03052017.jpg

Debates continuam ao longo do dia

Em discussão na comissão especial da reforma da Previdência desde a manhã desta quarta-feira (3), o texto do projeto pode ser submetido à votação apenas amanhã e não hoje, como queria o governo Michel Temer (PMDB).

As discussões para alterações no projeto e regras diferenciadas para alguns trabalhadores, como os policiais e agentes socioeducativos, seguem ao longo de hoje entre oposição e situação. Fontes do Palácio do Planalto ouvidas pelo jornal Folha de S. Paulo já admitem que a votação pode atrasar para evitar “atropelos”.

Na avaliação do governo, se houver adiamento da votação para amanhã, não deve prejudicar o cronograma da tramitação do projeto. Principalmente porque ainda não está definido quando a proposta será levada para votação em plenário.

Por enquanto, o governo acredita ter 23 votos favoráveis ao relatório, esse número representa 60% dos 37 parlamentares que ocupam a comissão. Essa mesma maioria será necessária para que o projeto passe também pelo plenário.

Jornal Midiamax