Política

Sem discussões, LDO é aprovada em 1ª votação na Câmara

Próxima votação será na terça

Aliny Mary Dias Publicado em 29/06/2017, às 16h28

None

Próxima votação será na terça

Vereadores aprovaram em 1ª votação o projeto da LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias) que prevê R$ 3,5 bilhões em arrecadação para o ano que vem. Diferente do que se imaginava, não houve discussão para a aprovação do projeto, que seguirá para segunda e última votação na próxima terça-feira (4).

Estudado desde agosto do ano passado, o projeto que apresenta os direcionamentos para os investimentos da prefeitura em 2018 já passou por comissões da Câmara além de análise do Executivo. Ao todo, foram 97 emendas feitas pelos vereadores ao texto original.

Relator do projeto, João César Mattogrosso  (PSDB) não compareceu à sessão por problemas e saúde e o relatório foi lido por Eduardo Romero (Rede), presidente da Comissão de Finanças e Orçamento.

Depois da aprovação sem discussões, o vereador André Salineiro (PSDB) decidiu pedir vistas ao projeto, situação que impediria a votação nesta quinta-feira (29), no entanto, conforme o regimento interno da Casa, só é possível pedido de vistas antes da aprovação do relatório.

Salineiro justificou o pedido afirmando que 26 emendas propostas por ele ao projeto foram rejeitadas, no entanto, o pedido do tucano acabou não sendo aceito pela mesa diretora.

Sem discussões, LDO é aprovada em 1ª votação na Câmara

Após a aprovação do relatório, a votação da LDO foi rápida e aprovada por unanimidade. A previsão é que a segunda votação aconteça na próxima semana para só então ser encaminhada para sanção do prefeito.

Jornal Midiamax