Política

Segurança é reforçada para votação sobre previdência dos servidores de MS

Funcionários farão manifestação na Assembleia

Evelin Cáceres Publicado em 23/11/2017, às 12h05

None

Funcionários farão manifestação na Assembleia

Apesar dos servidores públicos terem cancelado o acampamento na Governadoria nesta quinta-feira (23), o Parque dos Poderes amanheceu com a segurança reforçada. Cedo, 13 motos da Polícia Militar e cinco viaturas já estavam estacionadas em frente ao prédio de trabalho do governador por conta da segunda votação da Reforma da Previdência Estadual na Assembleia Legislativa.

De acordo com Ricardo Bueno, um dos representantes do Fórum dos Servidores Públicos Estaduais, os funcionários foram chamados para se mobilizarem na Casa de Leis. “Nós nos sentimos traídos pela forma como foi realizada a votação, de forma atropelada na Comissão de Constituição, Justiça e Redação e agora já para ser aprovada hoje”, explicou.

Bueno aponta que uma das maiores falhas no projeto é o uso do fundo criado após 2012, com os novos servidores, para o pagamento do 13º salário. “Era um caixa de R$ 400 milhões de superávit da previdência do servidor que vai ser usado para pagar 13º. Isso é um absurdo”, reclamou.

Servidores de diversas categorias, como Saúde, Educação e Segurança Pública se concentram no local de votação. De acordo com o Coronel Tolentino, 15 policiais estão mobilizados para realização da segurança durante as manifestações.

A princípio, a segurança segue na Governadoria e deve se deslocar para a Assembleia por volta das 10h, horário de votação. Até às 9h, nenhum deputado havia entrado no plenário da Casa. 

Jornal Midiamax