Política

Procurador preso por vender informações à JBS quer depor à Justiça

Procurador foi preso na Operação Lava-Jato

Joaquim Padilha Publicado em 29/06/2017, às 14h37

None

Procurador foi preso na Operação Lava-Jato

O procurador da República, Ângelo Goulart Villela, preso há 42 dias, quer dar seu depoimento sobre os fatos que o levaram a prisão, segundo o blog Painel da Folha de S. Paulo.

Villela foi preso acusado de ter vendido informações de processos aos donos da JBS. Seus interlocutores disseram à Folha de S. Paulo que ele teria interesse em falar tanto com a Polícia Federal, Ministério Público ou com a Justiça.

O procurador nega ter praticado qualquer ato de corrupção e garante que sua atuação seguiu roteiro idêntico ao que guia “todo procurador que tenta fechar uma delação”. 

Uma delação do procurador é vista no universo político como peça chave para revelar como funciona o modo de operar da PGR (Procuradoria-Geral da República) nas negociações por acordos de delação premiada.Procurador preso por vender informações à JBS quer depor à Justiça

Aliados e assessores do presidente Michel Temer (PMDB), que enfrenta abertamente a PGR, já deram sinais de que pretendem convocar Villela para depor junto ao Congresso, em caso da instalação da chamada CPI da JBS.

Jornal Midiamax