Marina e Bolsonaro empatam; Lula continua líder em pesquisa Datafolha

Lula tem 30% de intenções de voto em primeiro cenário
| 30/04/2017
- 17:19
Marina e Bolsonaro empatam; Lula continua líder em pesquisa Datafolha

Lula tem 30% de intenções de voto em primeiro cenário

A ex-senadora Marina Silva (Rede) e o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC) estão praticamente empatados em uma possível disputa eleitoral pela presidência em 2018. Bolsonaro cresceu desde as últimas pesquisas eleitorais, ocupando o segundo lugar.

Os resultados são da primeira pesquisa após a divulgação de detalhes da delação da Odebrecht. A delação diminuiu a preferência pelos presidenciáveis do PSDB, como Aécio Neves, Geraldo Alckmin e João Dória.

Já o ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva (PT) mantém-se na liderança. O petista é lembrado de forma expontânea (quando a pesquisa não elenca os possíveis presidenciáveis) por 16% dos entrevistados.

Bolsonaro é favorito de 7% nas pesquisas expontâneas. Quando elencado ao lado de outras opções de candidatos, o deputado tem 15% de intenção de voto, contra 9% nas últimas pesquisa Datafolha.

Para cientistas políticos, o crescimento da candidatura do deputado de extrema-direita seria a insatisfação de setores conservadores da sociedade com os candidatos tucanos. 

Como exemplo, a Folha de S. Paulo cita Aécio Neves, que tinha índices de rejeição de 30% em dezembro de 2016, e agora tem 44%. Geraldo Alckmin viu sua rejeição pular, no mesmo período, de 17% para 28%.

Em cenários de segundo turno, o ex-presidente Lula apenas perde para a ex-senadora Marina Silva e o juiz Sérgio Moro, um dos possíveis candidatos elencados pelo Datafolha.

Confira abaixo o primeiro cenário do Datafolha, em que o candidato tucano é Aécio (8%). Neste cenário, o líder é Lula (30%), seguido por Bolsonaro (15%), Marina (14%), Ciro Gomes (5%) e Michel Temer (2%).

Marina e Bolsonaro empatam; Lula continua líder em pesquisa Datafolha

(com supervisão de Evelin Cáceres)

Veja também

Foram cinco votos contrários ao pedido de cassação e três favoráveis

Últimas notícias