Política

Ex-líder do PT na Câmara é preso em nova fase da Operação Lava-Jato

PF deflagrou duas novas fases da Operação nesta sexta

Joaquim Padilha Publicado em 18/08/2017, às 10h50

None

PF deflagrou duas novas fases da Operação nesta sexta

O ex-deputado federal e ex-líder do PT na Câmara, Cândido Vazzarezza (PTdoB), foi preso na manhã desta sexta-feira (18) durante uma nova fase da Operação Lava-Jato, deflagrada pela Polícia Federal. Ele foi preso em São Paulo, alvo de mandado do juiz Sérgio Moro.

Nesta manhã, duas novas fases da Operação Lava-Jato foram deflagradas simultaneamente, algo inédito na operação. A 43ª e 44ª fases da Lava-Jato receberam os nomes de Sem Fronteiras e Operação Abate, e são cumpridas no Rio deJaneiro e em São Paulo, respectivamente.

Vaccarezza liderou o PT na Câmara durante os governos dos ex-presidentes Lula (PT) e Dilma Rousseff (PT). Após perder as eleições para deputado federal em 2014, o ex-petista se filiou ao PTdoB no último ano, e assumiu a direção do partido em São Paulo.

Ambas as Operações da Polícia Federal tem como objetivo apurar crimes de corrupção, desvios de verbas púlbicas e lavagem de dinheiro, por meio da contratação de grandes empresas por parte da Petrobras.Ex-líder do PT na Câmara é preso em nova fase da Operação Lava-Jato

Na Operação Abate, que prendeu o ex-líder do PT, os policiais pretendem desarticular um grupo criminoso apadrinhada pelo ex-deputado, influente na obtenção de contratos da Petrobras. O grupo teria desviado verbas a agentes políticos e públicos, assim como ao próprio Vaccarezza.

Já na Sem Fronteiras, o objetivo é investigar um grupo de armadores estrangeiros e sua relação com executivos da Petrobras, que teriam obtido informações privilegiadas e favores ilegais ao serem contratadas pela estatal.

Segundo a Polícia Federal, são cumpridas 46 ordens judiciais nas operações, como 29 mandados de busca e apreensão, 11 mandados de condução coercitiva além de seis mandados de prisão temporária, no Rio de Janeiro e em São Paulo. 

Jornal Midiamax