Política

Ao lançar pacote de obras, Reinaldo anuncia que já definiu PPP para Sanesul

Escolhida é a Aegea Saneamento, que já atua em 10 Estados do Brasil

Ludyney Moura Publicado em 29/09/2017, às 15h28

None

Escolhida é a Aegea Saneamento, que já atua em 10 Estados do Brasil

Durante o lançamento de um pacote de obras da Sanesul que soma quase R$ 70 milhões, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) anunciou que o governo já definiu investimento por meio de uma PPP (Parceria Público-Privada) para com a empresa de saneamento do Estado.

A escolhida, revelou o tucano, será a Aegea Saneamento. “Agora é a discussão do volume investimento, prazo de parceria público-privada e percentual de remuneração ao investidor privado”, disse Azambuja, durante o evento na manhã desta sexta-feira (29).Ao lançar pacote de obras, Reinaldo anuncia que já definiu PPP para Sanesul

O governo ainda não detalhou um valor inicial a ser captado com essa parceria, tendo em vista que a cada investimento realizado com recurso próprio ou financiamento, se reduz o percentual da PPP.

“As pessoas confundem PPP com privatização. Isso (privatização) não é vontade do governo, não vai acontecer. Estamos fortalecendo a empresa, trazendo recursos”

Azambuja destacou também que o governo do Estado está requerendo junto ao Ministério das Cidades R$ 276 milhões para ampliação de coleta e tratamento de esgoto em 30 municípios do interior do Estado, o que possibilitaria ampliar a cobertura do serviço de 45% para 75% nestas localidades.

Sanesul

Com investimentos no valor de R$ 67,8 milhões, o Diretor-presidente da Sanesul, Luiz rocha, disse que a entrega de equipamentos e assinatura de ordem de serviço no interior deve assegurar eficiência na prestação de serviço à população.

Rocha disse que haverá avanço no reforço de abastecimento de agua tratada e expansão da rede de esgoto, que passará a atender também o município de Ivinhema, restando apenas 10, dos 68 atendidos pela empresa, ainda pendentes de investimentos para realização de obras de tratamento de esgoto.

O prefeito de Ivinhema, Eder Uilson França, o Tuta (PSDB), ressaltou que as obras de saneamento no município são esperadas desde 2011, quando o contrato com a Sanesul foi renovado.

“Era para ter 30% das obras prontas, mas vamos iniciar com as estacoes de tratamento de esgoto que podem causar, a princípio, um transtorno grande, mas ajudarão na qualidade de vida no município. A previsão é de que em um ano 8 mil moradores já estejam ligados à rede”, disse Tuta.

No caso de Corumbá, a cidade receberá investimentos no setor de abastecimento de águam. O prefeito Ruiter Cunha (PSDB) disse que será duplicado a capacidade de abastecimento do município, dando fim ao revezamento que hoje ocorre na parte alta da Cidade Branca.

A cidade de Três Lagoas deve receber investimento da ordem de R$ 20 milhões, dentre as obras estão ativação de três poços, construção de reservatório com capacidade de 4 milhões de litros, implantação de 20 mil metros de rede agua, além da destinação de uma escavadeira nova.

O prefeito, Ângelo Guerreiro (PSDB), disse que o investimento total na rede de esgoto do município R$ 54 milhões, atendimento de 51% dos domicilio com acesso à rede de esgoto. Segundo ele, os investimentos atuais integram um planejamento que preparará a cidade pelos próximos 20 anos.

A solenidade também contou com a entrega de três caminhões com braço valetador, um caminhão guindaste veicular, 13 retroescavadeiras, um caminhão pipa, um caminhão caçamba basculante e uma van de atendimento móvel ao cliente, que custaram R$ 3,7 milhões.

Em Campo Grande assinatura de ordem de serviço para abertura de um poço de 300 metros de profundida destinado ao envasamento de 5 mil copos de agua por dia, pavimentação de 3 mil metros do centro operacional, que custará R$ 180 mil e levará seis meses para ficar pronta. O governo também assinou a ordem de compra de 15 caminhões basculantes. 

Jornal Midiamax