Política

Sem arriscar placar, Moka e Simone prevêem cassação de Delcídio

Ambos dizem que votam pela perda do mandato do senador

Midiamax Publicado em 10/05/2016, às 21h07

None
872_488_47660.jpg

Ambos dizem que votam pela perda do mandato do senador

Neste momento está ocorrendo a sessão do Senador Federal para discutir e votar pela cassação do Senador Delcídio do Amaral (sem partido-MS), por quebra de decoro parlamentar. Os outros dois parlamentares sul-mato-grossense do senado, Simone Tebet e Waldemir Moka prevêem que a cassação irá ser aprovada, mas disseram ser imprevisível o placar. Ambos afirmam que votam favoráveis.

“Não dá para prever o placar. Até o momento tem 69 presentes, mas eu voto sim pela cassação”, disse Simone Tebet rapidamente pelo aplicativo de celular whatsApp. “Sou favorável pela cassação, mas não da pra se der uma ideia de número de votos”, disse Waldemir Moka por telefone.

Ontem, segunda-feira (9), a Comissão de Constituição e Justiça deu aval para a Casa votar o parecer, elaborado no Conselho de Ética, que pede a cassação do mandato do senador. Para que Delcídio perca o mandato, são necessários 41 votos dos colegas contra ele (o Senado tem 81 senadores). A votação será aberta, que é quando os votos não são dados em sigilo.

Delcídio do Amaral responde um processo por quebra de decoro parlamentar por tentar obstruir as investigações da Lava Jato. Ele foi preso em novembro de 2015, pela Polícia Federal, sob acusação de oferecer R$ 50 mil mensais à família de Nestor Cerveró para tentar convencer o ex-diretor da área internacional da Petrobras a não fechar um acordo de delação premiada com o Ministério Público Federal (MPF).

Jornal Midiamax