Política

Primeiros seis meses de Governo foram atípicos, analisa vice-governadora

Rose destaca aumento em Vale Universidade

Midiamax Publicado em 03/07/2015, às 20h05

None
professora_rose_1.jpg

Rose destaca aumento em Vale Universidade

O atual governo de Mato Grosso do Sul assumiu o comando em janeiro deste ano e em uma analise dos primeiros seis meses de gestão a vice-governadora Rose Modesto (PSDB) declarou que 2014 está sendo um ano atípico para o executivo estadual. De acordo com Rose, por causa da crise econômica que o país está passando o governador Reinaldo Azambuja pediu logo que assumiu para os secretários terem o compromisso de administrar bem, mas com menos recursos.

Também responsável pela Sedhast (Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho), Rose declarou que o compromisso dela é fazer a diferença na vida das pessoas e com isso vem aumentando alguns programas já existentes e lançando novos. “Nós duplicamos a quantidade de vagas do Vale universidade, onde o Estado custeia 70% do curso, a instituição de ensino 20% e o acadêmico arca com apenas 10% do valor do curso”.  

A secretária explica que o programa vai ter pela primeira vez uma edição de inverno e serão abertas 500 vagas. “Hoje nós abrimos o cadastro para quem quer se inscrever e vai até agosto, estamos priorizando a educação”.

Além do Vale Universidade, Rose destacou que nos primeiros seis meses o Governo triplicou a quantidade de entidades que recebem recursos da Sedhast. “Agora são 32 entidades e nós também ampliamos do FIS (Fundo de Investimento Social) e ainda aumentamos em 25% o repasse que vai para os municípios para o investimento social”.

A secretária disse ainda que é de interesse das pasta o aumento nos investimentos sociais nas famílias que são beneficiadas pelo Vale Renda, de acordo com Rose a intenção é ‘fortalecer a família’. Para o segundo semestre do primeiro ano de governo ela destacou que um novo projeto social será lançado em agosto e deve envolver as empresas do terceiro setor, empresas privada, Governo e a sociedade. “Sem a sociedade a gente não faz nada, não transforma nada”.

Outro destaque da vice-governadora foi a Caravana da Saúde que além dos atendimentos realizados pela SES (Secretaria do Estado de Saúde) também está levando informação sobre vagas de emprego, direitos do consumidor e direitos da mulher. “Só tem Procon em 25 municípios do Estado e com a Caravana as pessoas também estão recebendo informações”.

Para concluir Rose analisa que ainda deve fazer muitos trabalhos para resgatar quem está vulnerável. “É importante destacar que chegamos acrescentando subsecretarias, da mulher, dos indígenas, igualdade racial e juventude. É um desafio imenso, porém é muito gratificante”. 

Jornal Midiamax