Política

Obra inaugurada em dezembro por Puccinelli está sendo levada pela chuva

Trechos de estrutura feita para segurar chuva já foi levada pela água

Midiamax Publicado em 16/01/2015, às 11h38

None
capa_1.jpg

Trechos de estrutura feita para segurar chuva já foi levada pela água

Moradores da área rural vizinha do Aeroporto Santa Maria, saída para Três Lagoas, leste de Campo Grande, denunciam a inauguração de uma obra pública que consideram inacabada ou, no mínimo, mal feita. Segundo eles, em meados de dezembro último foi colocada placa comemorativa no acesso que liga a BR-262 ao aeroporto, em alusão à pavimentação feita, todavia as valas de drenagem, que escoam a enxurrada, já estão parcialmente destruídas pelas chuvas.

O acesso ao Aeroporto Municipal de Santa Maria, que funciona como uma segunda opção para pousos e decolagens na Capital, foi inaugurado no apagar das luzes do mandato do ex-governador André Puccinelli, no dia 22 de dezembro de 2014. Foram investidos R$ 4.951.884 em 5,7 quilômetros de pavimentação.

Com as chuvas que caíram nos últimos dias, a via já está passando por reparos. Após as denúncias de leitores feitas por WhatsApp, a reportagem do Jornal Midiamax foi ao local e constatou equipes de manutenção, com cerca de 20 pessoas, arrumando os estragos. Desta forma, estão sendo gastos recursos adicionais para uma obra que já foi paga e acabou de, teoricamente, ficar pronta.

De acordo com Anabela, moradora da região, o dinheiro público está indo, literalmente, água abaixo. “As chuvas estão levando todo o asfalto colocado. Tudo isso porque não entregaram a obra completa, está faltando até hoje construírem o acostamento e as valas que servem para escoar a enxurrada”, reclama.

Outros contribuintes, moradores de chácaras da região, se dizem decepcionados com os estragos causados pela chuva. “Colocaram uma placa muito bonita, mas não terminaram a obra. O que era um sonho para quem mora por aqui está sendo um pesadelo”, conta José Francisco de Souza.

Um funcionário do aeroporto, que preferiu não se identificar, afirmou que tudo foi feito às pressas e com material sem qualidade. “Se passar um caminhão vai afundar toda estrada. O asfalto é muito ruim”, diz.

Por outro lado, a reportagem entrou em contato com a Secretaria Estadual de Obras. Segundo o novo secretário, Marcelo Migliolli, esta obra foi considerada, pelo governo passado, como concluída.

Contudo, o secretário informou que irá analisar, ainda nesta sexta-feira (16), os contratos deixados pela gestão Puccinelli, a fim de saber se ficaram, realmente, em aberto.

A obra

O trecho asfaltado compreende o entroncamento da BR-262 até o Aeroporto de Santa Maria. O acesso recebeu recursos do Fundersul (Fundo de Desenvolvimento do Sistema Rodoviário do Estado de Mato Grosso do Sul) que, por sua vez, recebe recursos dos produtores rurais, que contribuem em relação à quantidade de cabeças de gado que possuem.

WhatsApp: fale com os jornalistas do Midiamax

O leitor enviou informações pelo WhatsApp da redação, no número (67) 9207-4330. O canal de comunicação serve para os leitores falarem diretamente com os jornalistas do Midiamax. Flagrantes inusitados, denúncias, reclamações e sugestões podem ser enviados com total anonimato garantido pela lei.

Jornal Midiamax