Governista diz que população acordou e não quer deputado como presidente

Temos que fazer gesto pelo País e não pela demagogia 
| 14/12/2015
- 14:47
Governista diz que população acordou e não quer deputado como presidente

Temos que fazer gesto pelo País e não pela demagogia 

O deputado (PDT), que já se manifestou contrário ao da presidente Dilma Rousseff (PT), avaliou como positivo para o governo o fato de menos pessoas terem participado da manifestação que aconteceu em todo o Brasil ontem (13).

Na avaliação do deputado, a população está começando a entender que uma queda da presidente não convocará uma nova eleição, mas a substituição que, na avaliação dele, pode até levar um deputado à presidência.

“Acho que a população está começando a entender que se houver impeachment não tem novas eleições e quem assume é o Temer (vice-presidente da República, Michel Temer), que também fez pedaladas. Com isso, teria que eleger um deputado para assumir”, opinou.

No entendimento de Dagoberto, esta insegurança acaba fazendo pessoas refletirem sobre isso. “Muita gente está pensando no Brasil e não enquanto mais sangrar Dilma, melhor. Tem muita gente querendo que o Brasil volte a crescer, criar empregos, tirar clima de pessimismo e não cair na da oposição, que não deixou de disputar a eleição”, alfinetou.

Dagoberto diz reconhecer que a política econômica de Dilma está totalmente errada e tem que mudar, mas não encontra no impeachment a melhor saída. “Não é desta forma, retirar na marra, sem nenhum amparo jurídico. Neste momento temos que fazer gesto pela Brasil e não pela demagogia”, concluiu. 

Veja também

Serviço de locação do buffet custará R$ 49,5 mil ao Tribunal

Últimas notícias