Governador anuncia R$ 4 milhões para ampliar leitos de UTI em Campo Grande

Quatro hospitais da Capital serão beneficiados com recursos 
| 28/05/2015
- 23:28
Governador anuncia R$ 4 milhões para ampliar leitos de UTI em Campo Grande

Quatro hospitais da Capital serão beneficiados com recursos 

O governador (PSDB) reuniu a imprensa na tarde desta quinta-feira (28) para anunciar quase R$ 4 milhões em investimentos para ampliar serviços da saúde em Campo grande. Serão beneficiados os hospitais do Câncer, São Julião, Maternidade Cândido Mariano e HRMS (Hospital Regional de Mato Grosso do Sul).

“No Hospital Regional já na semana que vem 10 leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) vão entrar em funcionamento imediatamente”, revelou Reinaldo. Além disso, o governador autorizou a convocação de 223 novos funcionários, como médicos e enfermeiros, para ampliar os serviços prestados pelo HRMS.

Azambuja, que na coletiva esteve acompanhado do secretário de saúde, Nelson Tavares, e do diretor do Hospital Regional, Justiniano Vavas, ainda revelou que dentro de cerca de 45 dias mais 10 novos leitos de UTI devem estar prontos no HRMS, para serem em cirurgias com vídeos, como endoscopias e alguns procedimentos neurológicos.

O Hospital do Câncer Alfredo Abrão vai receber R$ 1,2 milhão para conclusão de dois novos pavimentos. O montante dobra os recursos repassados mensalmente pelo Estado e vão possibilitar a abertura de pelo menos 15 leitos na unidade.

“Embora uma instituição privada, eles querem fazer um processo transparente na construção e por isso estão finalizando a licitação para conclusão das obras”, explicou Reinaldo sobre o Hospital do Câncer.

Com a Maternidade Cândido Mariano o governo estadual assinou convênios para abertura de 10 leitos de UTI Neo-Natal.  A gestão tucana vai garantir um aporte financeiro de R$ 65 mil mensais para locação dos equipamentos para esta dezena de leitos, até novos sejam adquiridos pela entidade.

Reinaldo revelou também que o governo vai repassar mensalmente R$ 500 mil. “Para dar suporte na contratação de alguns profissionais. Existe a possibilidade de mais 10 leitos, porque há uma demanda crescente de UTI Neo-Natal”, pontuou.

O Hospital São Julião vai receber repasses mensais de R$377 mil, que serão usados para abertura de 22 leitos, para atendimentos nas chamadas cirurgias eletivas. O governo estuda ainda pedido da entidade de abrir mais 23 leitos.

Outros R$ 600 mil serão repassados ao São Julião para melhorias na estruturação do local e aquisição de alguns equipamentos médicos. Além disso, o governo revelou que o repasse mensal para a instituição será acrescido em R$ 150 mil.

O governador ainda revelou que a SES (Secretaria de Estado de Saúde) estuda um convênio com o Hospital do Pênfigo, referentes a cirurgias ortopédicas de alta complexidade, o que ajudaria a desafogar a demanda do setor, comum em todo Mato Grosso do Sul.

“A ampliação de investimentos do Estado para ajudar a fortalecer a oferta de serviços diante da demanda crescente na Capital, também vai contribuir para diminuir o ambiente de tensionamento do município”, finalizou.

Investimentos

Durante a coletiva, o governador ainda comentou que diante do cenário de crise econômica do país, a bancada federal revelou que a União deverá diminuir pela metade os repasses para as emendas parlamentares.

Dos R$ 160 milhões previstos para serem aplicados em saúde, entre verbas do Estado e das emendas, a previsão para este ano diminuiu para R$ 70 milhões. Apesar disto, Reinaldo revelou que já há autorização para liberação de recursos federias, da ordem de R$ 36 milhões (mais R$ 5 milhões de contrapartida do Estado), para as obras do Hospital Regional de Três Lagoas.

Entre o pacote de ações anunciados por Reinaldo estão a vinda da para Campo Grande, e a possibilidade de construção de um terceiro pavimento no Hospital do Câncer para receber o Cetoi (Centro de Tratamento Onco-Hematológico Infantil), mantido em parceria com AACC (Associação dos Amigos das Crianças com Criança), o que liberaria praticamente todo um andar no Hospital Regional para ampliação no atendimento aos pacientes sul-mato-grossenses.

Veja também

Partido pede que postagem seja removida e aplicação de multa

Últimas notícias