Sindicatos estão reunidos na para decidir destino da greve

Ao menos 55 sindicatos dos profissionais de educação em Mato Grosso do Sul já decidiram encerrar a greve, deflagrada em 27 de maio. Eles estão reunidos em assembleia-geral na sede da Fetems (Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul), em Campo Grande.

O levantamento é da entidade, que ainda apontou somente 14 sindicatos que são contra a proposta de equiparação do piso estadual ao nacional até 2021 e querem manter a greve.

Nesta manhã, as entidades nos 73 municípios filiados à Fetems, se reuniram em assembleias municipais. Agora, os delegados de cada município vão decidir se continuam em greve.

A entidade se reuniu com o governo estadual e o TJ-MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul), que sugeriu a integralização até 2021. Quanto ao reajuste de 10,98%, o executivo afirma que o aumento já foi concedido com a antecipação da data-base feita pelo ex-governador do Estado, André Puccinelli (PMDB), em dezembro passado. 

Saiba Mais