Política

Em Brasília, prefeitos esperam reunião com Temer, Cunha e Calheiros

Objetivo é debater soluções à crise que assola os municípios

Jessica Benitez Publicado em 05/08/2015, às 19h10

None
neto.jpg

Objetivo é debater soluções à crise que assola os municípios

Mobilizados em Brasília, prefeitos de todo o Brasil aguardam reunião com o vice-presidente da República, Michel Temer e com os presidentes do Senado e da Câmara dos Deputados, Renan Calheiros e Eduardo Cunha, respectivamente, todos do PMDB. A pauta não poderia ser outra: crise econômica. 

O dirigente da Assomasul (Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul), Juvenal Neto (PSDB), está na Capital Federal com outros chefes dos Executivos sul-mato-grossenses que engrossam o coro em busca de liberação de repasses por parte do Governo Federal.

O presidente em exercício da CNM (Confederação Nacional de Municípios), Glademir Aroldi, agradeceu aos prefeitos e demais gestores que lotam o auditório Nereu Ramos, na Câmara dos Deputados. Ele confirmou que todos serão recebidos pelo trio de peemedebistas. O tema da reunião com Temer são os Restos a Pagar e o repasse feito pela metade do repasse extra do FPM (Fundo de Participação dos Municípios).

 “Isso não resolve nosso problema, mas é uma questão de honra com o municipalismo brasileiro. Não é possível que o acordo firmado pelo governo seja descumprido”, ponderou o dirigente.

 “Se precisar mobilizar setembro, outubro, novembro e dezembro, nós vamos estar aqui. Até porque está Mobilização é permanente. Nós estamos unidos e não vamos arredar o pé. Nós vamos dizer que não conseguimos mais manter os serviços essenciais dos nossos Municípios”, completou. A reforma do pacto federativo também será cobrada.

Jornal Midiamax