Política

Chocolate se diz tranquilo com investigação e duvida sobre provas de ‘compra’ de vereador

O vereador Waldecy Chocolate (PP) disse nesta terça-feira (29) que está tranquilo com as investigações do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado), mas duvidou da existência de provas que apontariam para ‘compra’ de vereadores de Campo Grande, conforme declarou ontem o desembargador Ruy Celso Florence. “Se realmente existirem essas provas, aí […]

Arquivo Publicado em 29/04/2014, às 14h24

None
720316293.jpg

O vereador Waldecy Chocolate (PP) disse nesta terça-feira (29) que está tranquilo com as investigações do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado), mas duvidou da existência de provas que apontariam para ‘compra’ de vereadores de Campo Grande, conforme declarou ontem o desembargador Ruy Celso Florence.

“Se realmente existirem essas provas, aí sim a Casa de Leis vai ficar com vergonha”, lamentou.

Com a ‘propaganda’ de que algo está em investigação, e o sigilo, surgiram inúmeros rumores. No entanto, até o momento a versão difundida pelas pessoas que já foram ouvidas é de que um ex-assessor de Olarte estaria usando o nome do prefeito sem conhecimento dele para articular os golpes.

“A investigação é sigilosa, mas o mandado de busca que eu assinei, pelo que eu vi, trata de compra de vereador. No documento, eles não falam de qual seria”, afirmou ontem o desembargador.

Jornal Midiamax