Política

Apesar de mau desempenho do PMDB, André insinua não estar abatido: ‘pergunta pro Jerson’

Apesar de não realizar discursos em eventos públicos e evitar brincadeiras ao chegar a eventos, o governador André Puccinelli (PMDB) negou a repórteres que estaria ‘abatido’ nessas eleições, ao ser recepcionado na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul nesta terça-feira (16). Puccinelli não demonstrou irritação com a pergunta, mas rebateu a observação de que […]

Arquivo Publicado em 16/09/2014, às 13h38

None
1235861853.jpg

Apesar de não realizar discursos em eventos públicos e evitar brincadeiras ao chegar a eventos, o governador André Puccinelli (PMDB) negou a repórteres que estaria ‘abatido’ nessas eleições, ao ser recepcionado na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul nesta terça-feira (16).


Puccinelli não demonstrou irritação com a pergunta, mas rebateu a observação de que pareceria abatido com a campanha nos últimos dias. “Não estou abatido. Pergunte ao Jerson. Ele não acha isso”, respondeu o governador referindo-se ao presidente da Casa de Leis.


Mesmo no PMDB, Jerson Domingos declarou desde o começo da campanha apoio ao petista Delcídio do Amaral, líder nas pesquisas. Ele avisou publicamente que não participaria da campanha de Nelson Trad Filho (PMDB), atualmente em terceiro lugar, após ser ultrapassado pelo candidato tucano, Reinaldo Azambuja.


O desempenho do PMDB, que não lidera as pontuações, entretanto, não parece ser motivo de desânimo para o governador, que apoia a reeleição de Dilma Rousseff (PT).


A questão não é bem resolvida dentro do PMDB no Estado, já que líderes partidários se dividem em apoiar Dilma, Delcídio e Nelsinho.


Em maio deste ano, o governador polemizou inclusive quando comentou sobre seu apoio ao candidato peemedebista, afirmando que “no meu palanque sobe quem eu quero”. Logo após, ele voltou atrás e disse que não deixaria de apoiar Nelsinho Trad.

Jornal Midiamax