Política

Vereador diz que mandará Bernal ‘plantar batatas’ se fizer chantagem com cargos

A proposta feita pelo prefeito Alcides Bernal (PP) ao vereador Edson Shimabukuro (PTB) não agradará o vereador Carlão (PSB). Com conversa marcada com o prefeito no máximo neste fim de semana, Carlão não quer saber de pressão como a sofrida pelo PTB. Durante conversa com o presidente estadual do PTB, Ivan Louzada, Bernal disse que […]

Arquivo Publicado em 21/12/2013, às 11h15

None
854583270.jpg

A proposta feita pelo prefeito Alcides Bernal (PP) ao vereador Edson Shimabukuro (PTB) não agradará o vereador Carlão (PSB). Com conversa marcada com o prefeito no máximo neste fim de semana, Carlão não quer saber de pressão como a sofrida pelo PTB. Durante conversa com o presidente estadual do PTB, Ivan Louzada, Bernal disse que só dará a Agetran para o partido depois que o vereador Shimabukuro defendê-lo no julgamento da Comissão Processante.

A proposta de Bernal não agradou o PTB e o acordo ainda não foi fechado. A proposta também não agradou o vereador Carlão, que tem resposta pronta se o prefeito fizer a mesma chantagem. “Se fizer isso eu mando ele plantar batatas”, disparou.

Carlão afirma que não aceita este tipo de acordo, que já começa com desconfiança. “Se vier com esta conversa comigo eu tô fora. Se ser a minha palavra eu chego aqui e voto com ele. Só se me matar antes de chegar aqui”, garantiu.

O vereador explica que foi informado pelo vereador Cazuza que seria procurado para fechar o acordo para integrar a base. Ele conta que foi atendido pelo prefeito em algumas reivindicações, como patrolamento de ruas e convênio com associação de moradores.

“Falta um espaço para o partido, onde possa atuar. Ele precisa dizer quais condições dará para o partido trabalhar. Ele tem que fazer um compromisso, assinado, de que vai criar a Secretaria de Assuntos Fundiários. Eu estou nesta luta há 20 anos. É minha bandeira política e até agora não consegui regularizar nenhum lote”, justificou.

Jornal Midiamax