Política

PMDB diz que Puccineli senador seria ótima notícia, mas não existe nada de oficial

O presidente do PMDB, deputado estadual Junior Mochi, declarou que a confirmação do nome do governador André Puccinelli (PMDB) concorrer à vaga ao senado seria uma ótima notícia, mas que o partido não foi comunicado sobre o assunto e não existe nada de oficial sobre o assunto. O deputado aproveitou para lembrar que se isso […]

Arquivo Publicado em 09/10/2013, às 18h59

None

O presidente do PMDB, deputado estadual Junior Mochi, declarou que a confirmação do nome do governador André Puccinelli (PMDB) concorrer à vaga ao senado seria uma ótima notícia, mas que o partido não foi comunicado sobre o assunto e não existe nada de oficial sobre o assunto. O deputado aproveitou para lembrar que se isso acontecer a vice-governadora pode repetir o feito de seu pai, que também ficou governador por 10 meses antes de ir para o senado.

“O Puccinelli para o senado seria uma beleza, ele aglutina. Para nós que vamos disputar a eleição seria a melhor notícia, mas acontece que ele (Puccinelli) não confirmou nada nem a mim ou ao partido. Então não tem nada de oficial nisso”, explicou.

Apesar disso, Mochi ponderou que a vaga natural dentro do PMDB é do governador, entretanto, se ele não sair candidato a vaga fica em aberto e o nome que tem preferência dentro do partido é o da vice-governadora Simone Tebet (PMDB).

“Prioritariamente a vaga é dele. Mas ele tem dito reiteradas vezes que não pretende sair à disputa, então a preferência é da Simone. Caso ele saia, a Simone fica governadora do Estado por 10 meses. O pai dela não foi senador e tudo, depois de 10 meses de governo? É um privilégio. Eu, por exemplo, se puder virar governador 10 meses desisto de ser candidato a deputado”, avaliou.

No atual cenário político os nomes colocados para a disputa ao senado são de Simone Tebet e Reinaldo Azambuja (PSDB). Entretanto, Puccinelli tem a prerrogativa de voltar atrás e sair candidato nas eleições de 2014.

Jornal Midiamax