Política

Vereador de Anurilândia acusa secretaria de saúde de queimar remédios

No programa eleitoral, Edinho disse que o medicamento estava com a data vencida

Arquivo Publicado em 14/09/2012, às 12h17

None
556375602.bmp

No programa eleitoral, Edinho disse que o medicamento estava com a data vencida

A Câmara de Vereadores do município de Anaurilândia recebeu uma denuncia recentemente de que remédios de distribuição gratuita para a população teriam sido queimados pela Secretaria de Saúde no dia 14 de junho do corrente ano.


Através de requerimento de autoria do vereador Amauri Queiroz, do PT, todos os demais pares da casa 9 (nove) aprovaram a solicitação e o documento foi encaminhado ao Prefeito Municipal Edson Takazono, do PMDB pedindo de explicações sobre o fato.


De acordo com informações apuradas pelo Portal Nova Notícias, o chefe do executivo municipal através do oficio nº 115/2012 PMA/MS, encaminhou à Câmara a relação dos medicamentos que foram incinerados:


Confira abaixo:


Paracetamol 750 mg (dor e febre) …………………………………..21.000 comp


Paracetamol gotas 10 ml (dor e febre)…………………………….200 frascos


Salbutamol 100 ml (bronquite e asma)…………………………….100 frascos


Sulfametaxol Trimetropina 50 ml (bronquite e asma)………….200 frascos


Norfloxacino 400 mg (infecção urinária)…………………………2.000 comp


Diclofenaco sódico (anti-inflamatório)……………………………..6.000 comp


Sulfato ferroso (anemia)……………………………………………….500 frascos


Ainda no requerimento da Câmara Municipal foi aprovado o envio de cópias ao Ministério Publico Estadual para conhecimento e providências necessárias sejam tomadas.


Segundo informação de um vereador a Câmara estuda a possibilidade de instauração de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), para apurar os fatos. O site apurou ainda que o vereador Amauri já teria explorado o assunto nos programas eleitorais de rádio e o prefeito Edinho não teria gostado e segundo uma fonte, o prefeito teria rebatido as criticas e se defendido das acusações.

Jornal Midiamax