Política

Puccinelli aprova petista no lugar de aliado em cargo poderoso na Assembleia

O governador André Puccinelli (PMDB) garantiu não interferir na eleição na nova Mesa Diretora da Assembleia Legislativa e aprovou a indicação do deputado estadual Pedro Kemp (PT) no lugar de representante do aliado PR na primeira secretaria, segundo cargo mais importante da Casa de Leis. “Você pode dizer que o Kemp, em acordo com o […]

Arquivo Publicado em 22/11/2012, às 20h00

None
200743200.jpg

O governador André Puccinelli (PMDB) garantiu não interferir na eleição na nova Mesa Diretora da Assembleia Legislativa e aprovou a indicação do deputado estadual Pedro Kemp (PT) no lugar de representante do aliado PR na primeira secretaria, segundo cargo mais importante da Casa de Leis.


“Você pode dizer que o Kemp, em acordo com o meu partido através do presidente Jerson (Domingos), pode compor a Mesa Diretora, não tenho qualquer óbice, por sinal ele é um cara correto”, disse sobre a indicação do petista à vaga de primeiro secretário.


Insatisfeitos com o prolongamento do PR no cargo, representantes de partidos nanicos indicam oferecer ao PT a primeira secretaria para tirá-lo de bloco com o PMDB e o PR e alcançar a maioria na votação. Os deputados cabo Almi (PT) e Kemp enxergam com bons olhos a proposta, mas temem a influência de Puccinelli na votação.


“Eu só pedi para deixar o Jerson continuar, os demais cargos reúnam e proporcionalizem, façam o que quiserem e coloquem”, reforçou o governador em encontro regional do PTdoB, nesta quinta-feira (22). “Se quiserem colocar (o PT) na primeira secretaria, pode, já publiquei 30 vezes, não vou interferir”, emendou.


Em acordo fechado no início do mandato, os deputados Paulo Corrêa (PR) e Antônio Carlos Arroyo (PR) planejavam rodízio na primeira secretaria, que controla o orçamento da Assembleia. Corrêa ocupou o cargo no primeiro biênio e, agora, seria a vez de Arroyo.


Confirmada a escolha de Kemp, essa será a segunda vez que Arroyo seria preterido. Em 2011, em disputa com a então senadora Marisa Serrano ele perdeu vaga de consellheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE), justamente por conta do apoio de Puccinelli à sua concorrente.

Jornal Midiamax