Política

Ato do PMDB Mulher vira palanque de Giroto e Simone

Um dia depois de confirmada a pré-candidatura do deputado a prefeito da Capital, o PMDB não perdeu tempo e deu largada à campanha eleitoral e aproveitou para pavimentar a pré-candidatura da vice-governadora à sucessão do Governo do Estado

Arquivo Publicado em 03/03/2012, às 15h59

None
369823394.jpg

Um dia depois de confirmada a pré-candidatura do deputado a prefeito da Capital, o PMDB não perdeu tempo e deu largada à campanha eleitoral e aproveitou para pavimentar a pré-candidatura da vice-governadora à sucessão do Governo do Estado

Um dia depois de confirmada a pré-candidatura do deputado federal Edson Giroto (PMDB) a prefeito da Capital, o PMDB não perdeu tempo e deu largada à campanha eleitoral e aproveitou ainda para pavimentar a pré-candidatura da vice-governadora Simone Tebet (PMDB) à sucessão do Governo do Estado, em 2014, independentemente das pretensões do prefeito Nelsinho Trad (PMDB) em se tornar o futuro governador de Mato Grosso do Sul.


Tudo isso aconteceu durante encontro do PMDB Mulher, realizado hoje na Assembleia Legislativa. Com muita ‘rasgação de seda’, os peemedebistas elogiaram a atuação de Simone e de Giroto e deram como certa a vitória do partido na disputa pela Prefeitura de Campo Grande e do Governo do Estado. O evento reuniu praticamente toda a cúpula da legenda. Só faltou o governador André Puccinelli (PMDB), Nelsinho Trad e o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Jerson Domingos (PMDB), que, juntamente com o ex-suplente de senador, Antonio João Hugo Rodrigues (PSD), estariam pescando, no interior do Estado.


O primeiro a fazer uso da palavra foi o presidente regional do PMDB, Esacheu Nascimento. Logo no começo do discurso, ele cumprimentou Giroto como “o nosso pré-candidato e futuro prefeito da Capital”. Na sequência, deixou clara sua preferência pela vice-governadora em disputa interna pela vaga de candidato à sucessão de Puccinelli. “Oxala que a nossa futura governadora seja Simone Tebet”, declarou, sem levar em consideração as pretensões de Nelsinho. “Pelo menos esse (eleger Simone) será o esforço das mulheres e homens do nosso partido”, emendou Esacheu.


A fala do líder do governo na Assembleia, deputado Júnior Mochi (PMDB) mais uma vez deixou clara a confiança, antes mesmo de o jogo começar (a campanha só será liberada a partir de 6 de julho), do PMDB sair vitorioso da batalha pela sucessão da prefeitura da Capital. “Com a nossa força, com a nossa luta e com o nosso empenho o futuro prefeito de Campo Grande será o Giroto”, afirmou.


O líder da bancada do PMDB na Assembleia, deputado Eduardo Rocha, também deixou de lado a humildade e só previu vitórias ao seu partido. “Com um governador como o André Puccinelli e com o prefeito igual o Nelsinho Trad, é claro que vamos vencer na Capital”, apostou.


Sobre a sucessão estadual, ele também contou vitória antes do tempo. “Tem gente que está achando que o PT vai ocupar a cadeira de governador, mas com dois pré-candidatos como o Nelsinho Trad e a vice-governadora mais bonita do Brasil, vamos continuar no comando do Governo do Estado”, sentenciou.


Cauteloso, em entrevista coletiva, Giroto não confirmou sua pré-candidatura e disse que a decisão sairá apenas na segunda-feira (5). Ele, no entanto, deixou escapar que sua proximidade com o governador é fator determinante para ser o escolhido.

Jornal Midiamax