Política

Aldeias indígenas de Miranda recebem atendimento da Justiça Eleitoral

Em razão do prazo para regularização da situação eleitoral já estar se encerrando no dia 9 de maio, e ainda por conta do difícil acesso das comunidades indígenas à cidade, as aldeias Lalima e Cachoeirinha receberam neste mês de abril, nos dias 11 e 12, atendimento itinerante do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do […]

Arquivo Publicado em 22/04/2012, às 14h04

None

Em razão do prazo para regularização da situação eleitoral já estar se encerrando no dia 9 de maio, e ainda por conta do difícil acesso das comunidades indígenas à cidade, as aldeias Lalima e Cachoeirinha receberam neste mês de abril, nos dias 11 e 12, atendimento itinerante do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul (TRE-MS), realizado pela 15ª Zona Eleitoral.


De acordo com o chefe de cartório da 15ª ZE, Israel Lins Almeida, desde maio do ano passado, é feito um controle trimestral da evolução do eleitorado da região. “A cada três meses, analisamos quais locais de votação estão recebendo mais ou menos eleitores. Com base em dados concretos, conseguimos direcionar quais os locais em que houve poucos atendimentos”, explica Israel.


Na aldeia Lalima, houve 71 atendimentos, sendo a maioria foi de adolescentes com idade mínima para alistamento eleitoral. O mesmo aconteceu na aldeia Cachoeirinha, onde foram realizados 62 atendimentos, oferecendo aos eleitores indígenas mais uma opção de acesso aos serviços da Justiça Eleitoral.


Na ocasião, houve ainda treinamento de votação com urnas eletrônicas para adolescentes e eleitores que tiraram o título no local.

Jornal Midiamax