Liminar reconduz vereador de Chapadão do Sul à presidência da Câmara

O desembargador Luiz Tadeu Barbosa Silva, do Tribunal de Justiça (TJ/MS), concedeu liminar para que o vereador Eduardo Belloti (PR), de Chapadão do Sul, reassuma a presidência do legislativo municipal. O parlamentar estava afastado do cargo desde 29 de novembro a pedido do Ministério Público Estadual, que moveu ação de improbidade administrativa. Em seu lugar […]
| 10/12/2010
- 15:02
Liminar reconduz vereador de Chapadão do Sul à presidência da Câmara

O desembargador Luiz Tadeu Barbosa Silva, do Tribunal de Justiça (TJ/MS), concedeu liminar para que o vereador Eduardo Belloti (PR), de Chapadão do Sul, reassuma a presidência do legislativo municipal. O parlamentar estava afastado do cargo desde 29 de novembro a pedido do Ministério Público Estadual, que moveu ação de improbidade administrativa. Em seu lugar permaneceu o 1º vice-presidente, Maiquel de Gasperi.

O MPE suspeita que grande parte do dinheiro repassado pela prefeitura à Câmara foi usado para autopromoção dos vereadores nos jornais da cidade, o que é vedado por lei. Além disso, a promotoria sustenta que as verbas indenizatórias dos vereadores seriam destinadas para cobrir gastos pessoais, como pagamento de contas telefônicas, revisão em carros e compra de combustível. Isso teria causado redução drástica da devolução de dinheiro do duodécimo da Câmara para a prefeitura.

Segundo Belloti, não havia a necessidade de seu afastamento da presidência. “Para que isso ocorresse, eu teria que dificultar as investigações ou coagir testemunhas. Mas entreguei todos os documentos ao Ministério Público e não há testemunhas no caso”, comentou o vereador.

Veja também

Após quatro retiradas de pauta da Assembleia, Agems prorrogou autorizações, que venceriam no dia 17 de agosto

Últimas notícias