A recusa para o teste do bafômetro bateu recorde durante a blitz na Avenida Duque de Caxias com a Rua Brilhante, em Campo Grande, durante a noite de segunda (12) e madrugada de terça-feira (13). Ao todo, 111 condutores se negaram em fazer o teste.

Na noite anterior, de domingo para segunda, o recorde de recusas já havia sido batido, mas a nova ação da polícia de trânsito renovou os altos índices de motoristas que não fazem o teste.

Das 19h às 4h, as equipes abordaram aproximadamente 1.590 veículos, segundo o BPMTran (Batalhão da Polícia Militar de Trânsito). Dos abordados, um foi constatado embriaguez ao volante, 111 recusas ao teste de alcoolemia, 22 motoristas sem CNH (Carteira Nacional de Trânsito) e 48 por infrações diversas.

Foram lavrados 183 autos de infração, além de 17 veículos removidos, sendo nove carros e oito motos. A edição da Operação Lei Seca contou com efetivo de 19 PMs e quatro agentes do Detran-MS (Departamento de Trânsito de Mato Grosso do Sul).

Sobre a recusa no teste do bafômetro, o motorista que se negar a está cometendo infração de trânsito, com multa no valor de R$ 2.934,70 e suspensão do direito de dirigir durante 12 meses