A Ficco-MS (Força Integrada de Combate ao no ) deflagrou na manhã desta segunda-feira (29) a Sola Carcerem contra crimes de lavagem de dinheiro, organização criminosa e tráfico de drogas. Foram cumpridos mandados em .

Os mandados foram expedidos pelo Juízo Estadual de Dois Irmãos do Buriti para a execução em celas do presídio da cidade, além de quatro residências, sendo três deles de servidores públicos do estado de .

As investigações mostraram que havia uma espécie de ‘escritório’ dentro do presídio para a prática de vários golpes por meio de sites de vendas e marketplace, tendo como principal foco a venda de maquinários agrícolas.

O nome da vem do latim e significa “presídio dominado”. Seu nome decorre da atuação das forças policiais para coibir e fazer cessar a prática de crimes e para tanto foi empregado um efetivo de cerca de 100 policiais das forças de segurança federais e estaduais.

A Força Integrada de Combate ao no Mato Grosso do Sul é composta pela Polícia Federal, Polícia Civil no Estado do Mato Grosso do Sul, Polícia Militar, Polícia Rodoviária Federal, Secretaria Nacional de Políticas Penais e Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário.