Uma mulher de 38 anos foi espancada, ameaçada e estuprada pelo marido de 36 anos por cerca de 10 horas, neste fim de semana, em . Ela foi resgatada pela filha de 22 anos que não estava conseguindo contato com a vítima.

Segundo informações da que atendeu o ocorrido, da UPA (Unidade de Pronto Atendimento) do Tiradentes acionaram os militares depois da vítima ser levada para a unidade por volta das 9 horas da manhã de domingo (25), com vários hematomas pelo corpo e rosto. 

Para os policiais, a mulher contou que começou uma discussão com o marido por do homem que a estava acusando de dar muita atenção para o , pai de um de seus filhos, na noite anterior. O autor passou a agredi-la com chutes nas costelas e socos no rosto.

O homem ainda a estuprou e tomou o celular da vítima para que ela não chamasse socorro. A mulher passou cerca de 10 horas sendo agredida e ameaçada. Na manhã de domingo, o autor fugiu levando seu telefone.

A filha tentou contato com a mãe que não respondia, e por isso, foi até a casa da vítima e a resgatou, levando-a para atendimento médico. O autor não foi encontrado. O casal está junto há 6 meses e morando junto há 2 meses. O caso é investigado pela Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher).