A Justiça concedeu liberdade a mulher que ateou fogo no marido durante uma discussão, em Aquidauana, a 135 quilômetros de Campo Grande. O homem teve 37% do corpo queimado.

A liberdade foi concedida pela magistrada Kelly Gaspar Duarte, da Vara Criminal da Infância e Juventude em Aquidauana. Ela foi presa em flagrante na última quinta-feira (11), e em depoimento contou que o marido estava bebendo quando passou a xingá-la.

Ela ficou irritada e mandou ele sair da casa. Mas, o homem teria dito para ela sair da residência, sendo que em seguida, a respondeu: “Sai você, que eu não vou sair daqui”. Em seguida, ela disse que o marido a mandou buscar gasolina.

Quando ela voltou, o homem ainda teria dito para ela colocar fogo nele se o amasse. Ele foi socorrido pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) com queimaduras de 2º grau na região do pescoço, ombro, tórax, abdômen e teve 37% do corpo queimado.