Dois homens, de 27 e 30 anos, foram presos pela GCM (Guarda Civil Metropolitana) com aproximadamente 20 quilos de fios de cobre roubados escondidos em seus casacos nas imediações da rodoviária de Campo Grande, no início da tarde dessa segunda-feira (19).

A carregava um grande volume de fios e ao avistarem a equipe da Guarda apresentaram nervosismo. Eles foram abordados na Rua Arlindo Lima, esquina com a Avenida Gury Marques, onde foi verificada a fiação já queimada. 

Questionados, os suspeitos não souberam explicar a origem dos fios roubados.

Ainda conforme o boletim de ocorrência, um dos ladrões tem várias passagens pela polícia por furto de fios. Os dois foram encaminhados para a Depac-Cepol. 

Donos de ferros-velhos presos com meia tonelada de fio

Visando coibir o furto de fios e a venda desses materiais aos receptadores, a GCM realizou a Operação Ferro-velho, no bairro Caiobá, há 12 dias. Na operação, dois donos de ferros-velhos foram presos em flagrante com meia tonelada de fio de cobre sem origem.

Os materiais são os mesmos utilizados por empresas de telefonia e elétrica. Um dos comerciantes admitiu que desconfiou da procedência do material, no entanto, comprou os produtos. Além do cobre, também foram apreendidos fios de alumínio em grande quantidade.

Homem morto carbonizado ao tentar furtar subestação de energia

Em meio ao aumento de furto de fios na Capital, no início de fevereiro, a população se deparou com um homem que morreu carbonizado após invadir a subestação de energia elétrica na Vila Progresso para roubar a fiação. 

O caso aconteceu no início da manhã de uma segunda-feira, dia 5 de fevereiro. Segundo a Polícia Civil, ele invadiu a unidade de energia, próximo ao Estádio Morenão, para roubar os fios. Durante a tentativa de furto, houve um curto-circuito e homem recebeu uma descarga de 130 mil kilovolts, morrendo eletrocutado.