Câmeras de segurança filmaram o trajeto feito por Danilo Cezar de Jesus Santos, de 29 anos, e o suspeito de seu assassinato na manhã de domingo (5). Os dois saíram de uma boate na Rua Dr. Temistocles, no Centro de Campo Grande.

Conforme o delegado José Roberto de Oliveira Junior, da DEH (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes de Homicídios), a partir das imagens, o corpo de Danilo foi encontrado. Isso, porque o estudante é visto com o suspeito até determinado local.

Depois, o homem de 27 anos, que foi preso, já aparece sozinho nas imagens das câmeras de segurança. O trabalho foi feito também com ajuda dos amigos de Danilo, que se mobilizaram desde o desaparecimento.

Desaparecimento e morte

Danilo era aluno do programa de Mestrado em Antropologia da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul). Ainda segundo a polícia, Danilo foi assassinado ainda no domingo (5).

Nenhum objeto foi encontrado no local do crime. Também de acordo com o delegado José Roberto, a investigação ainda deve apurar se o crime foi de latrocínio ou de homicídio.

Após a localização do cadáver, um homem conhecido como ‘Maranhão’, de 27 anos, foi preso e confessou o crime. Inicialmente ele foi autuado por ocultação de cadáver.

No entanto, deve responder pelo assassinato. O caso segue em investigação e é aguardado interrogatório do preso, para esclarecer o crime.