Estudante de 16 anos foi esfaqueada no final da tarde desta quarta-feira (29), durante briga entre duas alunas da Dr Joao Leite De Barros, em Corumbá, distante 419 km de Campo Grande. Tudo aconteceu perto das 17h10, na saída dos alunos.

De acordo com o site De Paula News, o motivo da briga ainda não foi revelado, mas a adolescente de 16 anos foi socorrida pelo Corpo de Bombeiros Militar para o pronto socorro municipal. Já a aluna – de 15 anos – que deu os golpes de faca fugiu pela Rua Antônio João e ainda não foi localizada.

Conforme as informações, a Polícia Militar faz buscas pela adolescente infratora, a faca estaria escondida na calça da autora, na cintura, e foi usada durante discussão com a colega de escola. Veja o momento dos golpes no vídeo abaixo.

Segundo o Corpo de Bombeiros, o ferimento na vítima foi no braço e é superficial, sem risco. A reportagem do Jornal Midiamax entrou em contato com a assessoria da (Secretaria Estadual de Educação), que está averiguando o ocorrido junto à Coordenadoria Regional de Educação.

Aluno com arma falsa e ameaça de massacre em escolas de MS

Na semana passada, escola em Campo Grande teve confusão após aluno ameaçar funcionários e colegas com um simulacro de uma arma. O jovem de 15 anos foi imobilizado pelo diretor.

Imagens gravadas mostravam os alunos em pânico nos corredores, gritando e uma correria pelo local depois do aluno mostrar a arma. Tudo aconteceu no intervalo das aulas. O aluno estava brigando com um colega, quando o diretor separou os dois.

Equipes do e da Polícia Militar da área foram acionados para reforço em uma escola estadual, no Bairro Estrela do Sul, na última terça-feira (28), após ameaça de que ocorreria um massacre na unidade escolar.

Pai de um aluno contou que foi encontrado na porta do banheiro uma pichação, onde relatava que um massacre aconteceria nesta terça (28).

Com isso, policiais do Choque foram acionados para acompanhar a entrada dos alunos na unidade escolar.

Ataque em São Paulo

No dia anterior a mensagem de massacre em MS, um aluno matou uma professora de 71 anos e feriu outros cinco colegas com facadas na manhã desta segunda-feira (27) em SP (). As informações foram confirmadas pela Polícia Militar.

De acordo com o Governo de SP, a professora morta é Elizabeth Terrero, de 71 anos. O crime aconteceu na escola estadual Thomazia Montoro, zona oeste da Capital. O adolescente tem 13 anos e foi apreendido pela polícia.

Um aluno disse que o garoto colocou uma máscara de caveira e esfaqueou a professora pelas costas.

Saiba Mais