Uma pessoa foi presa na manhã desta sexta-feira (17), durante a deflagração de mais uma fase da Operação Sentinela, pela DEPCA ( Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente), contra a .

Investigações levaram os policiais até o homem, que armazenava fotos e vídeos de cenas pornográficas com crianças e adolescentes, baixados através de aplicativos de celular e provedores de conteúdo na Internet. Foi cumprido mandado de busca e apreensão.

Durante o cumprimento do mandado, os policiais constataram que o investigado, de fato, armazenava o material ilícito.

Foi decretada a prisão em do suspeito, indiciando-o pelo cometimento do crime previsto no art. 241- B, do Estatuto da Criança e do Adolescente, que tem pena máxima de 4 anos de reclusão.

Outra fase da operação

Em agosto de 2022, foram apreendidos cerca de 4 mil vídeos pornográficos, com crianças e adolescentes. A outra fase da operação foi deflagrada em 23 de agosto e no dia foram apreendidos cinco computadores e três celulares.

Dois adolescentes de 15 e 17 anos foram levados para a delegacia e tentaram negar os fatos, mas ao ser mostrado para eles o conteúdo encontrado nos computadores acabaram confessando.