O 3º sargento do Exército preso durante a madrugada de domingo (23), em , após tentar matar a tiros um passageiro dentro de um carro de aplicativo, recebeu a liberdade em audiência de custódia nesta segunda-feira (24). Ele está internado sob escolta no hospital.

O militar foi solto com medidas cautelares como comparecimento em todos os atos do processo. Ele acabou ferido com a própria arma na perna, sendo socorrido e internado na sob escolta policial. 

O crime aconteceu quando o sargento e o passageiro saíam de um bar, na Vila Jacy. O passageiro agredido disse que não sabia os motivos para a agressividade do militar.

Segundo o passageiro, ele foi até uma festa de aniversário do filho de um amigo e por volta das 21 horas decidiu sair da festa e ir até um bar, na Vila Jacy, acompanhado de um homem que conheceu na festa de aniversário, mas que não seria o sargento.

Já por volta da 1 hora da madrugada de domingo (23), a vítima disse que chamou por um carro de aplicativo e nisto o militar entrou junto dele. No carro, os dois homens começaram uma discussão e o sargento disse que mataria o passageiro, que entrou em luta com ele após ver a arma.

Enquanto tentava tirar a arma do sargento, pedia para o motorista do aplicativo chamar a polícia. A pistola disparou e atingiu a própria perna do militar, que está internado na Santa Casa sob escolta policial. 

Ainda segundo o passageiro, ele conseguiu descer do carro e o sargento ferido na perna dizia que se não matasse ele naquele momento o mataria depois. O militar estava embriagado.