Policiamento na MS-384 em Antônio João, cidade a 296 quilômetros de , que fica na região sul do Estado, próximo da fronteira com o Paraguai, será reforçado. A medida será adotada a fim de coibir os ataques contra veículos que passam pela rodovia. Nas últimas semanas, duas pessoas foram baleadas, uma criança ficou ferida e ao menos oito veículos foram atingidos por tiros.

A informação sobre o reforço do policiamento foi divulgada nesta terça-feira (17), pelo delegado Clealdon Alves de Assis Junior, da Delegacia de Polícia de Antônio João. Segundo ele, o último boletim de ocorrência sobre os ataques foi registrado no dia 10 de outubro e, desde então, não há relatos de ataques na região.

Há informações de que ao menos 8 veículos foram atingidos nas últimas semanas. O delegado confirma que oficialmente 4 carros foram alvos dos disparos e duas pessoas ficaram feridas. “É possível que alguma vítima ainda não tenha comparecido na delegacia para o registro da ocorrência. Salientamos que eventuais vítimas que não tenham comparecido, dirijam-se até a polícia civil para formalizar o boletim de ocorrência e prestar declarações. Isso poderá contribuir com a investigação”, destaca o delegado.

Um vídeo, divulgado nas redes sociais no último dia 8, mostra um veículo Uno, de cor branca, que foi alvo de três disparos. Conforme a publicação, o fato aconteceu na frente de uma fazenda.

De acordo com a polícia, o trecho onde ocorrem os ataques é de mata fechada nas margens localizada a 10 quilômetros após o trevo da MS-164, próximo ao Grupo Antônio João. A informação é que o atirador, que ainda não foi localizado, fica escondido na mata e, em um dos casos, foi visto na rodovia com uma lanterna, momento em que atirou contra um carro.

“Estávamos indo para , eu e mais três amigos, quando chegamos perto da última baixada que tem, indo de Antônio João para Ponta Porã, onde tinha um rapaz na pista com uma lanterna, que logo em seguida já deu três disparos com a , sendo que um dos ele errou, e dois pegaram no carro, um dos tiros acertou a perna de um dos meninos que estavam com a gente”, declarou um dos ocupantes do veículo para o Tabloide MS.

Operação “sniper”

As ações do criminoso, que atua na região de Antônio João, podem ser aleatórias, como ocorreu em fevereiro do ano passado na BR-262, região de Miranda, com a prisão de um homem de 59 anos. Ele foi acusado de atirar, com uma espingarda de pressão modificada para calibre 22, contra veículos na rodovia BR-262, região de , a 203 quilômetros de Campo Grande.

Um vídeo divulgado na época mostra o momento em que um carro é atingido por um tiro, em dezembro de 2021. Ninguém ficou ferido nesta ocorrência. Na casa do autor, na mata, próximo à rodovia, foram encontrados arma adaptada e um estilingue com pedras. Além destes casos, ele já havia respondido por homicídios em 2005 e 2012.

Saiba Mais