Em quase seis horas, a Polícia apreendeu mais de 150 celulares durante a Mute, realizada nesta segunda-feira (16). O objetivo da ação é coibir a comunicação externa de detentos. A ação ocorreu em todo o país e em sete unidades prisionais foram vistoriadas.

As vistorias foram realizadas no Estabelecimento Penal Jair Ferreira de Carvalho, Instituto Penal de , Centro Penal Agroindustrial da Gameleira, Penitenciária de Segurança Média de Três Lagoas e os estabelecimentos penais masculinos de , Paranaíba e .

Os estabelecimentos penais vitoriados contam com cerca de 7 mil detentos. De acordo com relatório da Diretoria de Operações da (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário), ao todo foram apreendidos 156 aparelhos celulares. Em nível nacional, a operação foi coordenada pela Dipen (Diretoria de Inteligência Penitenciária) da Senappen.

Materiais apreendidos durante Operação Mute (Foto: Divulgação Agepen)

Em Mato Grosso do Sul, os trabalhos foram realizados sob coordenação da Gerência de Inteligência e Diretoria de Operações da Agepen e contou com aproximadamente 200 policiais penais.

A operação, que começou às 7h30, teve a participação do Cope (Comando de Operações Penitenciárias) e coordenação da GISP (Gerência de Inteligência do Sistema Penitenciário), além do apoio da CGPA (Coordenadoria-Geral de Policiamento Aéreo) da Sejusp (Secretaria de Estado de Segurança Pública), com sobrevoo de estabelecimentos penais da capital.

Saiba Mais