A Polícia Civil ainda faz buscas pelo de Daniele Alves Veloso, de 28 anos, assassinada a facadas, nesse domingo (19), em Ribas do Rio Pardo, a 97 quilômetros de Campo Grande. Daniele tinha medidas protetivas contra o autor.

Segundo a delegada Thaina Andrezza, foram feitas buscas em uma propriedade rural da região após a denúncia de que o autor pudesse estar no local, mas ele não foi encontrado. Ainda segundo a delegada, o autor não disse nada após fugir e entregar a filha de 2 anos, na casa de seu pai.

Testemunhas ainda serão ouvidas de maneira formal na sobre o caso. Daniele tinha medidas protetivas contra o autor, depois do registro do boletim de ocorrência, no dia 21 de janeiro deste ano. “Depois da medida protetiva, ela (Daniele) não relatou mais nada à polícia e ontem ficamos sabendo do feminicídio”, falou a delegada.

A usada no crime foi encontrada embaixo da cama. Daniele foi assassinada com pelo menos seis facadas. 

Tentou matar Daniele na frente do filho de 10 anos

Daniele procurou a delegacia e contou que manteve um relacionamento com o autor por quatro anos, mas que estavam separados. Os dois ainda moravam na mesma casa.

Neste dia, Daniele relatou que estava deitada no sofá quando foi surpreendida pelo ex-marido que passou a enforcá-la. O homem só largou o pescoço da vítima quando o filho de 10 anos passou a gritar por socorro.

Daniele contou que o ex-marido não aceitava a separação. O autor ainda teria voltado no mesmo dia e tentado novamente matar a mulher enforcada e mais uma vez o filho a salvou. Assim, ela resolveu sair de casa com as crianças, o menino de 10 anos e a menina de 2 anos, indo dormir na casa de amigos. 

Antes de sair, o ex-marido teria feito ameaças de que Daniele não seria de mais ninguém, e ainda disse à mulher que levaria embora a filha do casal de 2 anos.