A Polícia Civil procura por um quinto envolvido na morte de Cilene Almada Duarte, de 39 anos, no distrito de Vista Alegre, em Maracaju, cidade a 159 km de . Segundo o delegado Pedro Paiva, o foragido seria, segundo os depoimentos dos outros quatro presos, o autor do chute fatal na mulher.

A morte ocorreu durante uma briga que advém de uma discussão com uma vizinha de Cilene, porém, conforme Paiva, a vizinha não estava no local no momento do crime e sim em casa, por isso não foi presa. “As investigações não apontam, a princípio, como um crime premeditado, mas se for comprovado de que a vizinha incitou o grupo, seja por meio de mensagens, ela responderá por incitação ao crime”, explicou o delegado.

O delegado explicou que o distrito é bem pequeno e quando tem festa, praticamente toda a população está presente. A suspeita é que ocorreu o encontro do grupo com a vítima e como já existia a rixa ela acabou continuando no local.

Ainda não se sabe a motivação das brigas entre as vizinhas.

Os quatro presos, sendo três deles da mesma família, apontaram o rapaz que está foragido como sendo o autor do chute que matou Cilene. “Todos bateram e apanharam, inclusive a vítima, porém eles alegam que foi o foragido quem deu o golpe fatal”, afirmou o delegado.

A polícia já solicitou medida protetiva contra o rapaz foragido e a família tenta negociar uma apresentação.

Assassinato

O crime aconteceu na madrugada de sábado (7). Na terça-feira (10) quatro pessoas, sendo duas mulheres e dois homens de 19, 20, 24 e 38 anos, foram presos.

A mulher foi agredida brutalmente por várias pessoas. A ocorrência foi atendida pela Polícia Militar e pela Polícia Rodoviária Estadual.

Após o fim das agressões contra Cilene, o marido e a filha, o homem colocou a esposa no caso e a levou para o hospital, onde ela deu entrada já sem vida.

Saiba Mais