Um pescador de 44 anos foi preso por realizar predatória subaquática no Rio em , cidade a 325 quilômetros de Campo Grande, nesta quarta-feira (22). A PMA (Polícia Militar Ambiental) foi quem prendeu o pescador, após ele tentar fugir. O autor foi autuado em R$ 1,5 mil por pesca subaquática em local proibido junto à barragem da hidrelétrica de Jupiá.

Policiais ambientais realizavam fiscalização ambiental no Rio Paraná para combater e prevenir a pesca predatória e autuaram um pescador de 44 anos por praticar pesca predatória. O autuado, residente em Ribas do Rio Pardo, foi avistado na região proibida próxima à barragem da usina hidrelétrica de Jupiá (Souza Dias), quando praticava pesca subaquática utilizando arbalete e arpões.

Segundo a polícia, o infrator iniciava a pescaria ilegal e não havia abatido nenhum peixe. Ele fugiu pela mata, abandonando os petrechos de pesca, porém, cerca de meia hora depois, a equipe conseguiu prendê-lo dentro de uma mata. Com o autuado foram apreendidos um arbalete com arpão, uma e roupa completa de mergulho. Ele foi autuado administrativamente e foi multado em R$ 1,5 mil. Ele também responderá por crime ambiental de pesca predatória e poderá pegar pena de um a três anos de detenção.