Passados quase meses desde a última operação desencadeada em julho, o narcotraficante Jarvis Pavão, que cumpre pena no Presídio Federal de , é alvo de novas investigações na fronteira. Desde as primeiras horas da manhã dessa terça-feira (7), agentes da (Secretaria Nacional Antidrogas) do Paraguai estão nas ruas de Pedro Juan Caballero.

As diligências acontecem em uma antiga pedreira localizada no bairro General Genes que pertence à família Pavão. Os policiais também cumprem mandados em outros 19 endereços de Pedro Juan Caballero, na fronteira com .

Até o momento ainda não foram divulgados detalhes dessa nova fase da operação Pavo Real. O que sabe é trata-se de uma continuidade das ações que em julho desse ano localizaram imóveis avaliados em mais de US$ 150 milhões de dólares.

As diligências de julho aconteceram em diversos departamentos e também em Pedro Juan Caballero, em Amambay, na fronteira com Ponta Porã. Segundo informações obtidas pela reportagem do Midiamax, diligências foram feitas em 11 empresas e pra cumprimento de mandados contra 32 pessoas.

As investigações da miram imóveis e empresas geridas por testas de ferro, advogados e até funcionários de cartórios. Entre os dados coletados pela polícia, um manuscrito foi encontrado na cela de Pavão, no qual constava uma lista de imóveis. Elas coincidiam com a lista de bens extraída do computador do seu filho.

Saiba Mais