A Decon (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes Contra as Relações de Consumo) fechou um criadouro e abatedouro de porcos e vacas clandestino, em , nesta terça-feira (10).

O criador era registrado como cultura de subsistência, mas os animais eram abatidos clandestinamente e vendidos em uma conveniência da cidade sem autorização e boas práticas sanitárias.

A (Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal) também participou da ação. A investigação irá apurar, também, crime contra o meio ambiente e o abate não humanitário.