Um homem, acompanhado de uma mulher que ficou vigiando o entorno de uma igreja, localizada na Rua 13 de Maio, região central de Campo Grande, furtou em minutos o condensador de um ar-condicionado, impedindo de ser ligado. O crime ocorreu na madrugada do último dia 11. Ironia ou não, o aparelho está “no momento mais desejado”, já que enfrentamos uma forte onda de calor, com sensação térmica que ultrapassa 40°C em muitos momentos do dia.

“O interessante é a facilidade que o subiu em uma parede de quase dois metros. Ele retirou o aparelho em minutos e pensou até onde jogaria, para amenizar a queda”, afirmou uma frequentadora da igreja, que prefere não se identificar.

Há 3 dias, o administrador do local, Sebastião Castelo, de 53 anos, disse que o pastor foi ligar o ar-condicionado e não ligava, quando trocou a pilha e, ainda assim, não funcionava. “Foi aí que resolvemos abrir a janela e vimos que o condensador havia sido roubado. Olhei pela câmera e aí vimos o ladrão jogando em cima da árvore. Mais adiante, estava a comparsa dele”, contou ao Jornal Midiamax.

Conforme Castelo, existe uma praça bem perto, no cruzamento com a Rua Dolor Ferreira de Andrade, que é frequentada por moradores de rua e usuários de drogas. “A polícia está sempre aí, só que eles voltam e ficam cometendo delitos. Aqui já foi furtado vários vezes, são bem ousados”, disse.

Sebastião também ressaltou que os cultos não foram cancelados, já que o ar-condicionado é na sala dos pastores e eles vão agora trabalhar em outro espaço.

Veja o momento do crime:

https://youtu.be/Fq7dAmvL-XY?si=WwzifEpV01QfGtnI

Saiba Mais