Uma mulher, que não teve a identidade revelada, ficou ferida e teve a cabeça enfaixada, após ficar no meio da troca de tiros que ocorreu dentro do condomínio Itaparica, no Jardim Centenário, em , na manhã deste domingo (24).

Segundo o delegado Gabriel Desterro, plantonista da Depac Cepol, a mulher é esposa do alvo do atentado e foi agredida com coronhadas pelos atiradores, após a troca de tiros.

Tiroteio no Centenário deixou marcas de bala em condomínio. (Henrique Arakaki, Midiamax)

O homem, que está preso por roubo, havia deixado a Penitenciária da Gameleira ao lado da esposa, quando no meio do caminho perceberam que estavam sendo seguidos. O tiroteio iniciou na rua, mas a , que estava em uma , conseguiu entrar no condomínio, quando houve mais troca de tiros.

Um morador contou que viu quando a mulher ficou no meio do tiroteio e foi arrastada pelos cabelos, pelos atiradores. Ela teve a cabeça enfaixada e conversava com policiais quando a reportagem estava no local. 

Ainda segundo o delegado, foram pelo mais de 30 tiros e 9 milímetros e .40, que atingiram paredes, portão, janelas, portas e veículos de outros moradores.

Após a troca de tiros, a dupla fugiu na motocicleta enquanto o alvo também deixou o local ao lado de um colega que também estava na ‘saidinha de fim de ano'.

Mobilização de policiais em condomínio. (Henrique Arakaki, Midiamax)

Os tiros iniciaram por volta das 6h. Outro morador contou que os disparos começaram ainda fora do condomínio, quando o alvo da dupla foi seguido, e continuado no estacionamento do residencial.

Conforme as imagens, são 6h29 quando o morador chega em seu carro, um Honda CRV, de cor presta, no condomínio. Logo atrás a dupla em uma motocicleta passa e para. O garupa chega a cair, enquanto o piloto deixa a moto no chão e entra correndo no condomínio.

Paredes, portas e veículo atingido por tiros. (Henrique Arakaki, Midiamax)

Em outras imagens gravadas por moradores da região é possível ver pessoas correndo dentro do condomínio e vários barulhos de tiros. Em mais um vídeo, um homem mexe no veículo e retira uma arma de fogo do carro. 

O alvo do atentado havia deixado o presídio depois de ganhar o benefício da ‘saidinha de fim de ano'. 

Equipes da Polícia Civil, Polícia Militar, e Perícia estão no local.

Saidinha de fim de ano

Pelo menos 472 detentos e presas do regime aberto e semiaberto em Campo Grande são beneficiados com a ‘saidinha de fim de ano'. Do regime aberto, 10 internas saem no dia 24 retornando no dia 2 de janeiro. 13 internas do semiaberto, sairão de 24 a 26 de dezembro e as outras 13 detentas de 31 de dezembro a 2 de janeiro.

Já no caso dos presos serão liberados 235 no Natal e mais 201 no Ano Novo. Para ter o benefício da ‘saidinha' e visitar a família, o detento não deve ter registro de sanção disciplinar de nenhuma natureza. 

Vale lembrar que durante a ‘saidinha' os detentos não poderão ir a bares, boates ou locais que promovam aglomeração ou fazer ingestão de bebidas alcoólicas e no período das 19 às 6 horas deverão permanecer em suas residências. 

*Matéria alterada para acréscimo de informações.