Motorista de 49 anos que atropelou e matou Evanir Carvalho de Souza, de 60 anos, na Rua Rui Barbosa, em Campo Grande, na tarde desta terça-feira (28), foi presa em por transitar em faixa exclusiva para . O caso foi registrado como praticar homicídio culposo na direção de veículo automotor. Foi arbitrada fiança em R$ 7 mil, paga pela motorista que foi liberada.

O delegado Willian Rodrigues de Oliveira, da Depac Centro, entendeu que a condutora foi imprudente, pelo fato de transitar em faixa exclusiva para ônibus. Ela ficou em silêncio durante o interrogatório policial e também se recusou a fazer teste de bafômetro, porém, de acordo com a polícia, não havia sinais que ela estivesse embriagada.

Caso

Evanir morreu atropelada na tarde desta terça-feira (28) em Campo Grande. Ela chegou a ser reanimada pelas equipes do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), mas não resistiu.

Imagens de câmera de segurança mostram o exato momento que Evanir é atingida pelo carro, um Captur branco, conduzido por uma motorista de 48 anos, que tentou desviar, mas não conseguiu. A motorista recusou fazer o teste do bafômetro.

No vídeo é possível ver uma mulher de vermelho atravessando a Rua Rui Barbosa, fora da faixa. Assim que ela chega na calçada, Evanir é atropelada enquanto também atravessava fora da faixa de pedestres.

Evanir foi arremessada e parou alguns metros a frente de onde o impacto aconteceu. Enfermeiros de um laboratório tentaram reanimar Evanir até a chegada do Samu, que seguiu com o protocolo de reanimação sem sucesso.

Segundo testemunhas, Evanir sentiu confiança em atravessar a rua naquele ponto após ter visto a mulher de vermelho, que aparece nas imagens, fazendo o percurso. Polícia Civil, perícia e Polícia Militar estiveram no local.

Saiba Mais