Um dos bandidos mortos no confronto com policiais da Defurv (Delegacia Especializada de Roubos e Furtos) e do Garras (Delegacia Especializada de Repressão a Roubos a Banco, Assaltos e Sequestros) na noite de sexta-feira (8), em Anastácio, a 135 quilômetros de Campo Grande, tinha fotos da família que seria sequestrada no roubo de uma Hilux de uma propriedade rural.

Os bandidos foram identificados como Cristian Souza do Nascimento, Marcos Vinicius de Souza Santos, Nycolas Henrique Mendes dos Santos e Cláudio Agenor Pereira Gimenes, conhecido como ‘Gordão’. Os membros da quadrilha eram especialistas em roubo de caminhonete. 

O líder da quadrilha foi identificado como ‘Gordão’ e outro membro identificado como ‘Nycolas’, sendo que todos eram de Goiás. A caminhonete seria levada para a Bolívia. Com a descoberta da movimentação do grupo, a polícia passou a fazer o monitoramento pela região.

Durante o monitoramento, os policiais flagraram Nycolas entrando em um Fiat Uno e passando em outra residência onde outros integrantes da quadrilha embarcaram, em Campo Grande e seguiram para Anastácio

No meio do caminho, a quadrilha encontrou com mais dois membros em um posto de combustível que estavam em uma motocicleta seguindo pela MS-170, entrando em uma estrada de terra.

Durante a abordagem, do veículo Fiat Uno, havia quatro integrantes , todos armados, que efetuaram disparos contra os policiais. Houve um confronto e seis bandidos morreram.

Dentro do veículo foram encontrados objetos como braçadeiras e fita silver tape, além das armas de fogo.