Uma jovem de 26 anos procurou a de , a 225 quilômetros de , após ser ameaçada de pela ex-patroa de 49 anos. O caso foi registrado como favorecimento a prostituição e ameaça. 

Segundo a jovem, a mulher teria feito a oferta de para trabalhar no Distrito de Itaum, como babá, mas quando chegou ao local a patroa queria que ela fizesse programas sexuais, mas a jovem se recusou. Assim, ela ficou na casa como doméstica.

A jovem relatou que ficou por dois meses no local até que resolveu ir embora, mas depois disso passou a ser cobrada pela ex-patroa que afirmava que ela saiu com dívidas do local, como farmácia e mercado, em um total de R$ 1.900.

Ainda de acordo com a vítima, a mulher ainda fez ameaças de morte a ela dizendo que era de facção criminosa. 

Saiba Mais