Um homem de 65 anos foi preso no final da tarde dessa sexta-feira (15) em Dourados. Ele inicialmente foi denunciado por ato obsceno em supermercado da cidade. Enrolado em um cobertor e seminu, ele mostrava a genitália para pessoas.

A Guarda Municipal foi acionada e constatou que algumas partes íntimas do disso estavam à mostra. Os agentes pediram para que ele deixasse o local, mas o mesmo se recusou.

Com base em informações de ocorrência registrada sobre danos causados à imagem de Nossa Senhora das Graças, da Comunidade Sagrado Coração de Jesus, os agentes questionaram sobre o ataque e ele acabou confessando.

Com aparentes distúrbios mentais, o acusado disse ter dinheiro para pagar os danos à imagem da Santa, que custa em média R$ 6 mil reais, conforme estimativa da paróquia.

Entenda o caso de ataque à imagem da Santa

Ainda se recuperando do susto ocorrido no último dia 30 de agosto, quando o teto da Paróquia Sagrado Coração de Jesus desabou durante a tempestade que atingiu a cidade, os fiéis estão novamente abalados por outra ocorrência. A imagem de Nossa Senhora das Graças, que ficava na frente da Igreja, amanheceu destruída nesta sexta-feira (15).

“Fui avisado hoje pela manhã por uma das nossas paroquianas de que a nossa Santa tinha sido atacada. Ela chorava bastante e pediu para que a gente fosse até lá. Me cortou o coração ao ver a imagem ao chão e ter que juntar os cacos com o missionário Rafael para ver se a gente consegue reconstitui a imagem”, disse o pároco Toninho Maria à reportagem do Jornal Midiamax.

 “Esse é um momento delicado que estamos passando diante do que aconteceu com o teto da igreja e no momento em estamos nos recompondo somos surpreendidos com mais essa situação. Por mais que seja uma imagem, ela de grande importância para a nossa comunidade. E algo sagrado para toda a nossa comunidade”, comenta o padre.