Assessoria de comunicação da (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário) afirmou na tarde desta quarta-feira (18), que não houve tentativa de resgate de uma detenta em um CRS (Centro Regional de Saúde) de Campo Grande.

As primeiras informações sobre o caso foram de que um homem teria tentado resgatar a mulher que estava internada sob escolta na noite dessa terça-feira (17), no CRS Coophavila.

Conforme a Agepen, a detenta – que cumpre no Presídio Irmã Irma Zorzi – estava no Centro de Saúde a espera de exames médicos.

Nesta tarde, a assessoria de comunicação da Agepen publicou uma nota informando que o filho foi ao local para ver a mãe, no entanto, conforme protocolo de segurança, as visitas não são permitidas. O homem foi informado e se retirou do local a pedido dos policiais penais.

A Agepen reforçou que não houve uso de força, ou qualquer desentendimento entre policiais penais, o filho da custodiada e ela.